Follow by Email - Suivre par Email

samedi 28 novembre 2009

NÙMEROS EM FOCO E... JACQUES CASSARD, CARLA BRUNI, CLAUDE LEVY-STRAUSS, RACISMO...

a) 101 :
     101 anos é a idade que tinha o francês Claude Lévy-Strauss quando faleceu no passado dia 30 Outubro deste ano. Filòsofo, antropòlogo, e etnòlogo, este cientista emigrou para o Brasil em 1935 onde foi professor de sociologia na Universidade de São Paulo.
Como antropòlogo estudou de perto o comportamento dos chamados "Ìndios do Brasil" e as condições precàrias em que se encontravam.
Foi o primeiro a denunciar as condições de maltrato e desprezo destes primeiros habitantes deste imenso territòrio que é o Brasil. Autor de vàrias obras literàrias, entre as quais a célebre "Tristes Tròpicos" publicado em 1955.
Conhece-se dele a famosa frase, entre outras: "O Mundo começou sem o homem e acabarà sem ele". Os amantes do Brasil que defendem que neste paìs não existe o racismo deviam ler um pouco as obras de Claude Lévy-Strauss.  
              
b) 6000 :
    6000 €uros é o preço que custou um quadro com a foto de Carla Bruni nua, esposa do presidente francês, tirada em 1993 por um fotògrafo de moda Michel Comte. Francamente não se conhece os limites do ridìculo!
Em que direcção vai esta sociedade européia?!! 6000 €uros corresponde na moeda caboverdiana, mais ou menos, 661 560$00 (Ecv).
Eu gostaria de ter a opinião de Nho Paxinho de São Domingos se estivesse vivo, a mà lìngua dizia sempre que ele gostava de comprar quadros com fotos de celebridades, na porta do "Pilorinho" da Praia (mesmo que não conhecesse, basta dizer-lhe que a pessoa é actor de cinema). Aliàs, voltando à Carla Bruni ela aceitou desempenhar um papel pròximamente num filme do realizador americano Woody Allen. Não me perguntem a personagem que ela vai encarnar porque não sei...!

c) 157 :
    157 mulheres são mortas em França em 2008, pelos seus maridos, amantes ou companheiro, seja uma morta todos os 2,5 dias. Este ano ainda a estatìstica não forneceu a quantidade, mas a aumentação é constante. A França està decidida a adoptar um sistema que jà existe em Espanha que, ao que parece é um dos paìses Europeus que tem tido melhores sucessos na prevenção nestes tipos de agressões conjugais.
O famoso sistema consiste no seguinte: Uma vez a agressão constatada, o marido agressor serà posto no pulso, pela justiça, um aparelho electrònico denominado "relògio-bracelete". Quanto à mulher ser-lhe-à fornecida um aparelho também electrònico, tamanho dum telemòvel, mais estiloso claro! 

Ao marido serà imposto uma distância de 500 metros para não aproximar da mulher, se ele não respeitar esta distância o seu bonito "brinquedo" no pulso enviarà, simultâneamente, um sinal de geo-localização à esquadra da polìcia e à esposa. Esta, por sua vez, deve enviar um sinal de confirmação à esquadra no caso de perigo iminente, para poder receber logo em seguida uma patrulha da polìcia operando nas proximidades, antes que o "animal" passe ao ataque..."È sò pâ kalka na bôton, matxo tâ brandado" !

Se a aproximação dos dois ex-amorosos (?!) for involuntàrio, sò o "matxon" receberà imediatamente um sinal, da esquadra,  para afastar da zona. O tal raio de acção onde a sua ex-querida poderà movimentar, ele não deve entrar. Mas ainda não se sabe se uma esposa agressora receberà o seu reloginho também.
Segundo pude informar, com este sistema a Espanha viu as agressões mortais diminuerem. Também é dissuasivo, pois os "matxon" não querem pôr esse bonito relògio "ùltimo grito".

Imaginem sò este sistema no nosso querido Cabo Verde!! Não, nem pensar! "Mi kêl rilogi là n'kà kré, nen pintadu nâ papel..."  Ainda por cima o famoso relògio deve ser bem conservado, pois se estragar o concerto é por conta do portador.
Acho até que ele devia dividir a conta do concerto, com a ex-querida (conscienciosa ?). Mas ela aceitaria? Duvido! Em França alguns especialistas de conflitos conjugais jà estão em pé de guerra para evitar a introdução de tais "brinquedos" electrònicos, considerando que existem de facto agressões mas, que nos tais conflitos  hà sempre duas vìtimas! Entretanto a Ministra da Famìlia e da Solidariedade não pretende guardar o machado de guerra.
As minhas primas em Cabo Verde, com esta notìcia, jà devem estar a sonhar e a esfregar as mãos: "Ami li na casa n'teni um catxòron ki tâ mordi rixo e faxi, ku un bracileti di kélà na puisso n'tà brandal briu". Mas não primas não sonhem, pois os tais "bijoux" parece que custam caro, por enquanto é sò para os paìses ricos. Cabo Verde tem de encontrar primeiro o petròleo, para poder ter tais relògios (que nem sequer marca hora, sò a temperatura. Isto é, quando àquele bichinho morder!).




d) 1997 :
     1997 é o ano em que foi fundado o Club Averroès com o objectivo de defender a imagem e promover a diversidade racial nas médias (principalmente na televisão, jornais, e ràdios).
Mas infelizmente o racismo em França tem a costa dura!! 
Entretanto o Club Averroès não deixou de declarar e constatar que o ano 2009, é e serà um ano "triste" nesta matéria, pois que "houve mesmo uma regressão..."  E que  "a TF1 (primeiro canal da telé francesa) parece infelizmente ter abandonado toda a ambição no domìnio da diversidade racial no seu seio, desde alguns anos."

No seu relatòrio anual sublinhou simplesmente, que sò quatro canais da televisão e uma ràdio fizeram um esforçozinho, pondo aqui e acolà alguns apresentadores franceses de origem negra, sem mais.
Convém dizer que na direcção de Averroès encontram-se profissionais de grande reputação no mundo da média, a fim de velar que a diversidade racial seja respeitada e equilibrada neste meio.
Também no cinema e nas telenovelas, para ver uma cara escura custa-se... Portanto talentos na "minoria invisìvel" não faltam.


e) 330  :
    Hà 330 anos nasceu Jacques Cassard (30/09/1679) à Nantes, em França. Este corsàrio destemido, grande marinheiro pela sua coragem e estratégia infalìvel na abordagem de barcos inimigos, semeou o terror no Oceano Atlântico. Ao serviço de rei de França, Luìs XIV, que o nomeou corsàrio oficial, armou e apetrechou os seus barcos para proezas marìtimas sangrentas!

Jacques Cassard em 1712 saìu de St. Malo rumo à Cabo Verde, capitaneando 8 fragatas bem armados, assaltou a vila da Praia-Maria, na Ilha de São Tiago, que ainda não tinha sido elevada ao estatuto de cidade, não obstante a importância do seu porto de mar na altura. Cassard não contente com as negociações que engajou com as autoridades da Praia-Maria, entre os quais o clero, ordenou o ataque que fez vàrias vitìmas no seio da população, para além de roubos, mulheres violadas, e expropriação de seus bens.
Alguns caboverdianos durante as negociações com o corsàrio aproveitaram para refugiarem no interior da Ilha. Em seguida Jacques Cassard dirigiu para a Ilha de Santo Antão onde cometeu a mesma crueldade na Vila de Ribeira Grande. Nas duas Ilhas as perdas humanas foram importantes.
De Jacques Cassard jà se escreveu e jà se falou muito, mas tenho a impressão que não faz parte da lista das personagens que os franceses têm admiração!
Todavia, voltarei a escrever sobre este corsàrio do rei Luìs XIV com mais pormenores essencialmente sobre este sangrento ataque à cidade da Praia-Maria.


f) 76 :    
    76 é o nùmero de mortos em França devido ao Gripe A (H1-N1), em uma semana houve 22 falecimentos.
Ainda hoje ela fez mais duas vìtimas, e pela primeira vez em França, este virus operou uma mutação no corpo destes dois ùltimos falecimentos. O que significa que é uma evolução perigosa, e torna mais dìficil combatê-lo.
Entretanto, a vacina (Pandemrix) jà se encontra disponìvel e vàrios centros de atendimentos jà foram abertos, para além de hospitais.
Centenas de pessoas afluem para estes centros, fazendo bichas interminàveis, certas pessoas esperaram 3 horas para serem vacinadas. Sò em Paris 3 mil pessoas são vacinadas por dia, 750 mil candidatos jà foram administradas Pandemrix em poucos dias.
Entretanto verifica-se a falta de mais pessoais de saùde, pricipalmente enfermeiros, para poder fazer face aos pedidos de vacina. A vacinação não é obrigatòrio (nas escolas as crianças não serão vacinadas sem a autorização dos pais) convém lembrar que dois milhões e setecentos mil pessoas jà contraìram Gripe A (H1-N1) em França desde seu aparecimento no paìs, no mês de Abril deste ano .


g) 298 :
    Este ano 298 soldados americanos foram mortos em Afeganistão, duas vezes mais que em 2008. Os Estados Unidos engajaram 70 mil homens neste paìs em guerra.
Todavia, o presidente Barack Obama prepara-se para enviar brevemente mais 30 mil soldados para reforçar o contingente.
Nota-se que desde 2001 os americanos nesta guerra gastam 2,4 milhares de €uros por mês, boa soma se acrescentarmos as despesas dos paìses membros do Otan envolvidos no conflito.

mardi 24 novembre 2009

Sabor Cabo Verde: Cabral e o Medo

Sabor Cabo Verde: Cabral e o Medo

Soncent: Verdades e mentiras sobre a dengue

Soncent: Verdades e mentiras sobre a dengue

VOO INAUGURAL DO AVIÃO GIGANTE AIR-BUS 380, PARIS - NEW YORK


Acesso à parte superior de A-380

O maior avião civil do mundo actualmente A-380 ou Super Jumbo (pela envergadura e pelo seu luxo) construìdo em França, em Toulouse, teve o seu voo inaugural sexta-feira, 20/11/09, com 538 passageiros à bordo sem contar 24 membros da equipagem da Air France.
Este mastodonte do ar descolou  de Paris, Aeroporto Roissy-Charles de Gaulle, às 11h40 para aterrar mais tarde às 13h05 (hora local) no aeroporto de J. F. Kennedy em Nova York.
Segundo apurei num quotidiano parisiense o A-380 teve boa recepção no Aeroporto Kennedy, como gesto de boas vindas, houve salvas de canhões de àgua disparadas pelos bombeiros da plataforma aeroportuària, para além de aglomeração de vàrios curiosos e especialistas da aeronàutica civil. 
Excepcionalmente nessa ocasião do voo inaugural de A-380, a Air France organizou um leilão de solidariedade na internete de 380 bilhetes num preço mòdico de 780,00 €uros cada bilhete, que foram comprados ràpidamente (sem contar as doações), sendo o total de mais de 300 mil  €uros beneficiarão uma Associação caritativa para infância da Fundação Air France.

O A-380 vai substituir dois Air-bus, de portes normais, que fazem a mesma linha Paris - New York. Neste contexto a experimentada companhia francesa economizarà 17 milhões de €uros por ano, não obstante a crise, dado o seu fraco consumo de kérosene. Pois este avião tem uma autonomia de 15 mil km e consome 3 litros de kérosene por cada passageiro aos 100 km, é beneficiado com 10 depòsitos com uma capacidade de 130 mil litros, e podem ser enchidos em 40 minutos.
A França que é uma potência reconhecida no domìnioo da aeronàutica civil, para construir este avião, nos subùrbios de Toulouse, mandou edificar para o efeito, num terreno de 50 ha, um hangar gigante com 500 metros de comprimentos, 250 metros de largura por 46 metros de altura.
Para edificação deste hangar gastaram 250 m3 de betão, sem esquecer que em aços e ferros foram investidos o equivalente de 4 "Tour Eiffel".
Com os seus 79,80 metros de comprimento, com uma altura de 24,10 metros equivalente à um prédio de sete andares, este edifìcio volante obtém um estofo com o peso de 560 toneladas vazio. A sua concepção custou 12 milhares de euros.
A companhia Air Austral baseada em São Denis, capital da Ilha da Reunião, encomendou A-380 , um andar, com a capacidade para receber 853 passageiros sem contar os tripulantes.
Queria realçar que concernente o luxo, a linha e a decoração do interior deste avião é fora de série, basta ver a foto do "salão do convìvio", situado na parte inferior, e ao espaço reservado aos "businessman" na primeira classe.
Um outro "bijou" da tecnologia francesa, o Concorde, teve o seu primeiro voo inaugural em março de 1969. Foi o primeiro supersònico com comando de voo electrònico precedendo assim o Air-Bus. Em 25 de Maio de 1971 no seu primeiro voo comercial, internacional, ligou Toulouse (França) à Dakar em 02h 07 minutos, em seguida New York - Paris em 02 h58
Concorde serà sempre o farol da aeronàutica moderna. As autoridades americanas proibiram, como é òbvio, durante muitos anos a este primeiro avião supersònico de aterrar nos seus aeroportos. A interdição foi levantada alguns anos mais tarde.

Uma història interessante: Em 17 de Junho de 1974 Concorde descola de Boston para Paris, no mesmo momento um Boeing-747 (americano) levanta voo de Paris-Charles De Gaulle para Boston. Entretanto, Concorde chega à Paris-Charles De Gaulle faz  escala de 50 minutos, abastece e descola de novo para Boston e consegue chegar ainda 5 minutos antes de Boeing-747! Um desafio que os americanos não apreciaram...!
Concorde teve os seus belos dias, até hoje ainda impressiona os amadores da aeronàutica civil. Um protòtipo existe em Paris, à disposição dos admiradores e turistas, para ser visitado e contemplado, num hangar do aeroporto de Bourget.

dimanche 8 novembre 2009

CULTURA: A CANTORA CABOVERDIANA MARIA DE BARROS - "Faço as minhas mùsicas pensando nas minhas gentes e não sò em vender discos...E informar sobre a minha cultura e o que somos. Através de mim que conheçam o meu paìs..."

 conteùdo do tìtulo são as palavras da nossa bela cantora Maria de Barros numa entrevista que concedeu no Outubro ùltimo, no México, ao jornal Milénio.com (on line). A cantora caboverdiana se encontrava na cidade mexicana para promover o seu ùltimo trabalho musical intitulado "Morabeza" (Emi,  2009). Caracterizou este seu disco como "uma expressão simples e sublime que caracteriza a alma de um povo, a solidariedade em tempos de infortùnio, a simpatia e amizade".
Maria que tem uma preocupação constante com Cabo Verde afirmou ainda - quando o jornal a fêz saber que constatou um peso das raìzes musicais bem definido - "Sou uma das embaixadoras de Cabo Verde  e não quero que as pessoas conheçam o meu paìs através de uma coisa que não o representa realmente... Este disco dedico-o as gentes do meu paìs e aos caboverdianos na diàspora".


Disse ainda: "...Quando estamos felizes temos a mùsica, e quando estamos triste é a mesma coisa. Incrìvel o meu paìs apesar de ser pequeno com menos de meio milhão de habitantes, existe muita gente com talento para a mùsica. As nossas canções falam das coisas normais da vida, ironia, humor, amor roubado, de um amor não correspondido etc. Somos um povo que gosta de rir, e fazer coisas para esquecer o que nos põe triste..."
Interrogada sobre a sua relação com a Cesària Èvora disse que conhece-a hà muitos anos mesmo antes que ela fosse famosa mundialmente - na altura que foi para Cabo Verde à procura de suas raìzes, pois nasceu em Dakar - e cantaram juntas algumas vezes. Sobre a Diva ela acrescentou ainda que "ela me fez observar que temos que ser humilde, nunca deixar que a fama nos suba à cabeça, manter a integridade, não esquecer de onde vimos e usar a fama para fazer algo de bom".
Maria de Barros que antes vivia em Rhôde Island (USA), actualmente vive em Los Angeles (Califòrnia), està sempre em contacto permanente com Cabo Verde inteirando sempre da sua cultura e seus problemas, e sente um imenso prazer em fazê-lo.


Aproveito para referir que no domìnio social ela é bastante activa em Cabo Verde. Tem 3 escolas para crianças muito pobres não faltando nada em apetrechos. Também tem uma escola de mùsica e persiste em incentivar os jovens alunos a encarar a aprendizagem com seriedade. Faz sempre apelo aos seus fans que enviem os instrumentos, que não usam, para levar para Cabo Verde.
A cantora faz parte ainda de uma "Fundação" que se ocupa da violência contra as mulheres, apoiando-as com ajuda fìsica e psicològica, principalmente as que vivem sòzinha.

O jornal Milénio.com realçou que a Cesària Èvora colocou Cabo Verde no contexto internacional, mas que a sua protegida Maraia de Barros confirma a qualidade de uma cultura sonora de raìzes ritmìcos muito fortes. Utilizando nos seus discos "Nha Mundo, Dança, e Morabeza" ritmos como funanà, coladeira, morna, e brangendo mesmo as outras culturas etc..
Neste contexto, digo que o Milénio.com acertou no alvo e que quanto à nòs, caboverdianos, desejamos muitos êxitos à nossa cantora para usufruir uma longa vida e que nos faça sempre prazer escutando-a como tem sido até agora.
A promoção do seu ùltimo album no México coincidiu com dois concertos, na capital deste paìs da américa latina, no Voilà Acoustique nos dias 20, e 21 de outubro passado.
A nossa esbelta cantora considera que vive da mùsica de Cabo Verde e acha que tem responsabilidade de ajudar seu paìs, por outras palavras, retribuir um pouco do muito que dele recebe. Uma idéia nobre que caracteriza finalmente Maria de Barros para além de sua simpatia, morabeza, e seu amor patriòtico. Deslumbre sob as melodias desta sublime cantora visitando o seu site: www.myspace.com/mariadebarros      



     









Maria 
       
        de
         
          Barros

















Fotos:www.mariadebarros.com